Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

DESIGN E OUTROS DESVARIOS

THERE ARE 360º, SO WHY STICK TO ONE? - ZAHA HADID

DESIGN E OUTROS DESVARIOS

THERE ARE 360º, SO WHY STICK TO ONE? - ZAHA HADID

24
Out18

Uma exposição e uma opinião

Corbusier_02.jpg

 

Foi renovado e recentemente aberto ao público o apartamento de Paris do arquiteto Charles-Édouard Jeanneret ou, como é conhecido pelo seu pseudónimo auto-atribuído, Le Corbusier. Um nome incontornável do Movimento Moderno. Desenhado em 1931, o apartamento ficou habitado pelo arquiteto até ao seu falecimento, em 1965, tendo sido recentemente renovado pela Fundação Le Corbusier. Mais um motivo para colocar Paris no topo da lista de lugares a visitar!

 

 

Corbusier_01.jpg

 

O apartamento situa-se na Rue Nungesser et Coli, 75016, Paris, e as visitas podem ser agendadas através do site da Fundação.

 

Corbusier_03.jpg

 

Le Corbusier foi um dos mais importantes arquitetos do século XX, uma figura incontornável na definição do Modernismo, e cuja influência marcou um antes e um depois na concepção da arquitetura. Muito se poderia falar sobre o seu trabalho e sobre ele próprio. Muito mais do que o que caberia num simples post.

 

Corbusier_04.jpg

 

Em jeito de resumo/apresentação, dou como exemplo a Villa Savoye, um edifício habitacional por ele projetado que reúne os seus 5 pontos para uma nova arquitetura: planta livre, fachada livre, janela horizontal, cobertura-terraço e edifício elevado sobre "pilotis". 

 

villa-savoye.jpg

Fonte

 

Como consequência da desvinculação da estrutura para com os elementos definidores de espaço, a organização espacial não está obrigada a uma rígida configuração (as paredes já não tem o papel de suporte de cargas, pelo que vigas e pilares trabalham de modo independente), o que permite uma liberdade construtiva e formal até então tecnicamente comprometida. Assim, a planta livre sugere a configuração de espaços interiores livres, uma vez que as paredes podem assumir posições independentes da malha estrutural, bem como a fachada, que pode ser um elemento contínuo. Este aspeto técnico também permite uma liberdade nos rasgos, sendo que as janelas podem assumir uma configuração horizontal (é mais natural para o ser humano) e elimina ornamentação nas mesmas; a cobertura ajardinada, ou como o mesmo a define "a quinta fachada" vem no mesmo alinhamento: sem constrangimentos estruturais, o plano superior do edifício pode servir como espaço de estar privilegiado, eliminando-se a cobertura inclinada. Por fim, o arquiteto sugere a elevação dos edifícios sobre pilares, libertando espaço no piso térreo, ampliando zonas de circulação e eliminando estrangulamentos de vias, contribuindo também esta amplitude para uma maior sensação de segurança de circulação. 

Poderia falar aqui do conceito de Máquina de Habitar, do enquadramento moderno como resposta à Revolução Industrial, à sua relação com a cor...

 

Enquanto escrevia este post, pensava que talvez fosse interessante introduzir aqui no blog alguns posts relacionados com a história da arquitetura, com o seu contexto, edifícios e arquitetos importantes...seria uma forma de dar melhor a conhecer o porquê de certos aspetos e abordagens contemporâneas. Por isso, peço a vossa ajuda: a quem me lê, com mais ou menos frequência, seria esta uma abordagem interessante? Ou talvez sigam mais este blog numa perspetiva mais ligada ás questões do design de interiores, ou mais práticas...talvez devesse introduzir mais "desvarios", dar-me a conhecer melhor. Agradeço qualquer opinião, já que me interessa tornar este espaço interessante!

 

:)

 

 

Imagens

 

 

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Follow

Pesquisar