Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Design e outros Desvarios

Resumo de um fim de semana no Porto

Este fim de semana choveu no Porto. E eu andava por lá a passear de óculos de sol, pois acho sempre que vai fazer falta! Manias de quem insiste ser otimista, mesmo quando o tempo não está de feição. Vai daí que num momento de chuva mais intensa, tivémos de procurar refúgio na primeira porta aberta que encontrámos. Tivemos sorte, era um comércio que servia café quentinho! Podia ser outra coisa qualquer...

O espaço em si era pequenino mas muito acolhedor. Chama-se Mercearia das Flores e encontra-se na Rua das Flores. E tem venda e degustação de produtos biológicos.

 

IMG_20151219_170735-01.jpeg

 

Eu gostei muito do conceito, e as natinhas eram estaladiças e boas. Claro, tínhamos almoçado há pouco tempo e não apeteciam muito, mas fomos de certa forma coagidos a tomar algo mais do que café...ou então somos pessoas que se deixam intimidar facilmente.. 

 

IMG_20151219_170249-01.jpeg

 (a que tem canela é minha, pois!)

 

...apesar da pressão sentida, o espaço é bastante agradável, ao estilo mercearia antiga. Estes espaços estão cada vez mais na moda, já repararam? E a verdade é que estes negócios, que aproveitam móveis e espaços antigos, que lhes dão uma nova cara com uma nova pintura e um novo conceito são um exemplo de empreendedorismo. Agora que se fala tanto de crise, de falta de oportunidades, parece que as pessoas pegam no que já existe, no que já temos, no que já é nosso, e abrem o seu próprio negócio. Por outras palavras: vão à luta com o que tem. É claro que o fator moda, ou trendy, também pesa. Mas eu gosto de ver os pequenos negócios, quase como uma provocação às grandes superfícies, franchisings e multinacionais. É um David contra Golias.

 

IMG_20151219_165533-01.jpeg

 

IMG_20151219_164821-012.jpg

 

Bem giro o espaço.

 

_MG_0873 copy.jpg

 

Depois de já quentinhos em casa, abrimos o jantar a degustar um Cammembert derretido com compota de frutos vermelhos, tostas, vinho tinto Chaminé e bombons de chocolate preto com cereja e licor. Esse copo não é meu, o meu nesse momento não saía da minha mão! E eu estava a preparar uma deliciosa (não tivesse sido feita por mim), massada de tamboril com gambas!

 

_MG_0874 copy.jpg

(fui mesmo eu que fiz, esta é a minha mão, garanto)

 

Felizmente no dia seguinte já esteve bom tempo , como se pode ver pelo reflexo das nuvens nos óculos, e no sol a evidenciar o meu canino torto. Gostasse eu de arroz de cabidela e considerava a hipótese de vir a celebrar o meu 300º aniversário...se é que me entendem...

 

_MG_0926 copy.jpg

 

 

 

 

4 comentários

Comentar post