Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DESIGN E OUTROS DESVARIOS

THERE ARE 360º, SO WHY STICK TO ONE? - ZAHA HADID

DESIGN E OUTROS DESVARIOS

THERE ARE 360º, SO WHY STICK TO ONE? - ZAHA HADID

17
Out18

As ilustrações de Katie Rodgers e as minhas memórias

Katie Rodgers02.PNG

 

Desde cedo sabia que queria ser arquiteta. Cheguei a contar a minha história neste post. Aqui comentei também que, apesar de tanta vontade, quando chegou a altura de escolher agrupamento, no 10º ano, segui a vertente "Científica e Natural". Por medo. Porque me parecia mais seguro. Eu era boa aluna, apesar de não dedicar o tempo necessário (lembro-me que só estudava para os testes de véspera), não tinha notas más. Sabia que se me dedicasse, teria uma boa média. Mas sentia mais segurança com as áreas exatas. Dois mais dois são quatro, ponto (apesar de que agora percebo que a inovação, em qualquer área, exige criatividade). Questões subjetivas, desenho, criação...sempre me fascinaram, sempre quis ser uma criativa...mas também me tiravam da zona de conforto. E se não criasse nada de novo? Se não fosse suficientemente boa? 

 

 

Katie Rodgers03.PNG

 

Bem que aprendi com a hesitação, porque dois anos depois decidi que não ia apontar para menos do que queria realmente, e obriguei-me a assistir a todas as aulas do meu agrupamento, e ainda as de Geometria Descritiva A...e fazer mais um exame nacional no final do ano! Bem estaria eu se seguisse desde logo o que realmente queria! Cheguei à Universidade a correr contra o tempo, com o nariz enfiado em livros de arquitetura e história da arte...e sem treino de desenho à mão livre! Que traços mais tortos saíam!!! Mas como eu gostava tanto mas tanto daquilo, desenhei, desenhei, desenhei...e o curioso foi que a evolução não foi gradual: foi repentina! Ainda me recordo de uma conversa com o meu professor de Projeto, o arquiteto Luís Pita (grande professor e profissional), aonde lhe estava a tentar explicar a minha ideia de projeto e faço um esquiço rápido do que pretendia. E ele diz, surpreendido: "ah, mas afinal tu sabes desenhar bem! Porque não desenhas sempre assim?" E respondo eu, mostrando-lhe as folhas tamanho A0 de papel vegetal desenhadas durante a semana anterior áquela conversa "porque só comecei a desenhar assim desde a 5ª feira passada" (a sensação foi espetacular).

 

Katie Rodgers01.PNG

 

Todo este texto me sai quando começo a escrever um post sobre ilustração de moda. Porque...durante aquele tempo no qual estudava Ciências, resolvi fazer uma espécie de teste privado à minha capacidade de criação, e convenci a minha mãe a oferecer-me um curso de estilista por correspondência!!! Naquele tempo havia disso...até que os meus tios puseram juízo nas nossas cabeças e me disseram que se era aquilo que realmente queria então que o fizesse, mas a 100%. Afinal decidi que queria realmente ser arquiteta, mas todos os aspetos do design e da criação me fascinam - até porque todas estão interligadas - e sigo, especialmente no Pinterest, uma série de contas sobre ilustração e moda. E, de um modo algo inexplicável, estas ilustrações reavivaram estas memórias do meu percurso. A memória do potencial curso por correspondência! 

 

Katie Rodgers04.PNG

 

A autora é a talentosíssima artista Katie Rodgers, cujo trabalho podem ver no seu blogue. E ela recriou os vestidos de famosas na Gala dos Óscares pintando...com cotonetes! Porque a exploração e a experimentação fazem parte do processo criativo! 

 

 

:)

 

 

Imagens

 

 

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Follow

Pesquisar