Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Design e outros Desvarios

Monk House Design - em rosa e verde

monk_house_design_01.jpg

 

Já está mesmo a acabar o ano Pantone do Serenity e Rose Quartz, para dar lugar a um verde assim algo para o estranho (no início deste ano também estava cética e, com o tempo, pude apreciar as cores 2016...pode ser...pode ser...que venha a gostar deste Greenery). No entanto, aproveito para deixar ainda aqui algumas pinceladas de rosa, aplicadas neste espaço em Melbourne, Austrália. 

 

 

monk_house_design_03.jpg

 

Por outro lado, o facto de este ser um espaço recuperado, cujos elementos arquitectónicos e culturais da sua época foram mantidos, constitui mais um fator de relevo, já que tenho apreciado, nos últimos tempos, a quantidade de espaços que temos aqui, em Portugal, a envelhecer sozinhos e a pedir uma intervenção de restauro, conservação e nova utilização. Bem sei que não poucas vezes o abandono não se deve a falta de vontade nem falta de reconhecimento do seu valor, por parte dos proprietários mas sim, por questões puramente financeiras. Resta esperar que a conjuntura mude para melhor. 

 

monk_house_design_08.jpg

 

Este espaço é a segunda loja de moda da Monk House Design, uma loja que vende peças de designers internacionais e de artistas independentes. Seguindo a filosofia da marca, pretendia-se algo não convencional das lojas de venda de roupa, de uma simplicidade funcional e de um ambiente descontraído. O design esteve a cargo de Flack Studio, um atelier de arquitectura e design australiano. 

 

monk_house_design_10.jpg

 

 

O asprto mais importante para mim, neste espaço, foi a capacidade de demonstrar que a simplicidade e o minimalismo também podem ser elegantes e luxuosos. Digo isto porque tenho vindo a perceber que há uma certa ideia, mais ou menos generalizada, de que se atribui a conotação de elegância e sofisticação a elementos decorativos e mobiliário antigo e por seu lado, a ideia de "apenas uns caixotes, que não são feitos para durar" atribuída a mobiliário contemporâneo. Pois bem, nem sempre é assim. 

 

monk_house_design_05.jpg

 

Neste caso, o diálogo entre elementos decorativos originais do espaço, a integração de luminárias de secretária que são clássicos da história do design (o Tizio), e a integração de mobiliário de linhas contemporâneas, numa paleta entre o rosa e o verde azeitona, conferem um caráter único, e sereno, ao espaço...e depois aparece o elemento rompedor: o espalho azulão que me produziu um "wow".

 

monk_house_design_02.jpg

 

 

 

Imagens

 

2 comentários

Comentar post

MENSAGENS

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

foto do autor