Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Design e outros Desvarios

Let's talk about cars...and some other stuff

TVR_design02.jpg

 

 

Eu já dei algumas vezes a resposta "sim, mas para além disso também gosto de moda, e de maquilhagem, e de coisas femininas!". Tudo porque várias vezes me diziam: "Tu gostas de tiro, tu gostas de carros, tu gostas de futebol...tu gostas de coisas de homens!". Sou um pouco maria-rapaz, cada vez menos, mas ainda um pouco. De pequenina chateava-me com o Pai Natal do jardim de infância porque não me dava um carrinho e eu não queria a boneca para nada! 

 

 

A verdade é que sempre gostei de tiro: cresci numa espingardaria, família de atiradores e eu também fui atiradora por vários anos, Tiro aos Pratos, nas modalidades de Fosso Universal e Fosso Olímpico. Eu adorava, vivia em função desse desporto. Tendo sempre consciência que o meu futuro seria, com maior probabilidade, assegurado pela minha Licenciatura do que pelo desporto, nunca descurei os estudos, mas sacrificava todos os outros aspetos da minha vida, se assim tivesse de ser, para poder estudar e competir. Para ajudar, a Licenciatura em Arquitectura é daquelas de avaliação contínua, cujos picos de intensidade não se resumiam apenas às duas épocas de exames. Que saudades, que saudades daqueles tempos! 

 

Também sempre gostei de futebol, tal como todos cá em casa. Ironicamente, as mulheres da casa são adeptas muito mais ferverosas que o homem. Provavelmente sente-se intimidado, nunca se sabe! ;)

 

TVR_design01.jpg

 

E sempre gostei de carros! No entanto, sempre gostei de carros da mesma forma que gosto de moda, de arquitectura, de interiores, de todos aqueles que são "elementos identificativos do nosso ser" e objetos de design. Porque o que nos rodeia é uma extensão de nós próprios. A forma como nos vestimos fala de nós, tal como a forma como nos movemos. Pelos objetos com os quais nos rodeamos - independentemente do seu valor monetário - definimos quem somos. Quem não prefere viver num bairro com edifícios optimizados em função da orientação solar, que ofereça espaços comuns estéticamente agradáveis, confortáveis e funcionais? (Num bairro bonito?) Quem não percebeu já que há determinadas peças de roupa com as quais nos sentimos mais confiantes e confortáveis do que com outras e  com as quais nos sentimos mais identificados? Eu, por exemplo, sinto necessidade de organizar o meu espaço de trabalho quando estou estagnada, porque a confusão também é extensível ao nosso entorno. 

 

Conheço pessoas que associam o conceito de futilidade a tudo o que possa ser apreciado pelo seu valor estético. Para mim, há uma linha que as separa. O que é bonito não tem necessáriamente que ser caro, e o gosto de vermos e utilizarmos objetos bonitos também tem o seu valor, e é um preço que pago com gosto se esse estiver dentro das minhas possibilidades. Se não, uma alternativa haverá, mas comprar algo que acho feio, isso não! 

 

Toooooda esta reflexão serviu para trazer para aqui um objeto de design e de desejo. Que não está ao alcance de todos os bolsos, eu sei, mas que quando o vi pensei: mas que bonito!!! E eu sou algo maria-rapaz, por isso facilmente me sinto fascinada por carros! 

 

TVR_design.jpg

 

O design é de Gordon Murray (este senhor aqui na foto) em colaboração da marca de carros desportivos britânica TVR. E digam lá se não é bonito? (E tem ar de que anda muito). 

 

TVR.jpg

 

Qual descapotável qual quê, com este é que eu ia bem de férias ;)

 

 

Imagens

 

 

4 comentários

Comentar post

MENSAGENS

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

foto do autor