Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Design e outros Desvarios

Berlim - parte I

IMG_20151010_162253-01.jpeg

Catedral de Berlim, num dia de sol, mas frio...muito frio!

 

Há duas semanas atrás, fui a Berlim. Não foram férias, mas tiveram um saborzinho especial. Entreguei a Dissertação, preparei a viagem e lá fui eu. Ainda estava naquela fase de "acabei...será mesmo verdade?!".

 

A viagem serviu para participar, pelo segundo ano consecutivo, no Workshop de Iluminação Artificial: Lighting Design, State of the Art & New Trends. No ano passado decorreu no Porto, mas agora também tive direito a viagem! E este ano teve um sabor mais especial: estamos no Ano Internacional da Luz, iria rever alguns amigos que fiz no ano passado e iria também rever uma cidade que adorei visitar há nove anos atrás, e iria em boa companhia!

 

A aventura começou ainda em terra: a bolsa que nos deram não era excessivamente elevada e decidimos que voaríamos pela Ryanair apenas com...mala de mão! (Nota: a viagem era de oito dias!!!). Ao longo do tempo tenho treinado a "arte de reduzir bagagem", mas o feito de viajar com uma mala tão pequena para o Outono Alemão parecia completamente impossível!!! Mas: conseguimos!! Mais: conseguimos inúmeras combinações e parecia que tínhamos levado meio guarda-roupa atrás! Tenho de fazer um post sobre isso!!

 

Mas lá chegámos! Tempo: podia ser pior. Foi piorando, mas só choveu um dia, o que foi excelente! Alojamento: com o tempo habituamo-nos! (já estão a imaginar, não é?). Companhia (nacional e internacional): fantástica!!!!! Viagem: já andei em montanhas-russas mais calmas. E aconteceu aquilo que acontece sempre: quando vou beber alguma coisa, o avião abana e lá fico eu com uma nódoa! Conclusão: valeu (muito) a pena (apesar da nódoa)!

 

E tenho imenso que contar! Desde a cidade, do Festival de Luz, da história, do campo de concentração que visitei, do muro...e da luz! Pois foi para isso que lá fomos!

 

IMG_20151010_151645-01.jpeg

Esta foto foi tirada pertíssimo do Parlamento, enquanto fazia uma espera à Ângela.

 

O que não consegui, mesmo, levar comigo, foi a máquina fotográfica. E foi o que mais doeu! Porque as imagens do telemóvel são bonitas, mas quando já nos acostumamos a uma reflex, depois, já não é a mesma coisa! Mas deixo aqui um cheirinho do que ainda aí vem! ;)

 

Arte urbana, já algo degradada, encontrada num beco

 Arte encontrada num beco. Daqueles que eu jamais entraria se estivesse em Portugal.

 

Haverão novos episódios!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MENSAGENS

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

foto do autor